Vera Cruz - RS, terça-feira, 24 de outubro de 2017
Publicado 10/10/2017 » Geral
Desfile para valorizar a família
Fonte: Jornal Arauto

O tema da 33ª Oktoberfest é Arte, Tradição e Fé. Mas se fosse Cultura passada de pai para filho ou quem sabe Tradição que atravessa gerações, não ficaria nada mal também. O desfile temático ocorrido no último domingo, de manhã com céu azul e sol, atraiu mais de 30 mil pessoas - mais do que a população de Vera Cruz, portanto - ao longo da rua Marechal Floriano para acompanhar os 2,8 mil figurantes e nove carros alegóricos que abrilhantaram a parada. Não faltaram bandinhas alemãs, pessoas de todas as idades com trajes típicos, coreografias, beldades, alegria. Mas o que tem chamado a atenção do público - e cativado sorrisos e muitas fotos - é a participação cada vez maior das crianças, geralmente nos braços, nas mãos ou em carrinhos puxados por seus pais.

O desfile é palco para a estreia de muitas crianças na Oktoberfest. Mônica Hinterholz e Alexandre Moresco levaram o filho, Francisco, de apenas sete meses, para a primeira Festa da Alegria de sua vida. No carrinho de madeira puxado pelos pais, Francisco estava bem acomodado entre os travesseiros e parecia se sentir bem à vontade com seu chapéu de feltro e sua roupinha germânica, no embalo dos pais, que eram só sorrisos ao terem a companhia do filho na programação. Já Lorenzo Sulzbacher, de três anos e meio, estava distribuindo sorrisos no trenzinho de tonéis pintado com as cores da bandeira da Alemanha. A mãe do garoto, Anelise Sulzbacher, conta com orgulho que o filho vive intensamente a Oktober desde os dois anos, não apenas o desfile temático, mas outras programações. É um veterano de três anos.
APLAUSO ÀS FAMÍLIAS - Esse é o terceiro ano que a artesã Silvana Gava sai de vera Cruz para acompanhar o desfile na Marechal Floriano. “E com certeza a cada ano me encanto mais, principalmente com as crianças e o número cada vez maior delas. Isso nos dá a entender que nos próximos anos teremos um número maior de todas as idades. Difícil tu ver uma criança que não esteja no embalo da festa”, constata ela, que dessa vez teve uma razão maior para assistir: pela primeira vez, seu filho desfilou e a motivou a desfilar também no próximo ano. Ou quem sabe no próximo fim de semana já, diverte-se Silvana. O desfile, na visão dela, se torna mais interessante porque identifica famílias inteiras, desde os avós, pais, filhos e netos. “Com certeza, tradição que passa de geração em geração”, reflete.







JORNAL ARAUTO
(51) 3718-3400
Rua Jacob Blész, 38 - Vera Cruz - RS
Caixa Postal 58 - CEP: 96880-000
Copyright © 2010 - www.jornalarauto.com.br






by Sizing - Soluções para Internet