Vera Cruz - RS, quarta-feira, 26 de junho de 2019
Publicado 17/07/2018 » Polícia
“Passa o malote que é um assalto”
Fonte: Jornal Arauto

Ela estacionou o carro na rua Cláudio Manoel e ficou por alguns segundos observando qualquer movimentação suspeita antes de ir para a calçada e ingressar na agência do Sicredi, na tarde desta segunda-feira. O malote com dinheiro, ela mantinha escondido junto ao corpo, tapado pelo casaco. Não foi a primeira vez que a empresária foi vítima de assalto. Em 2016 teve malote roubado, por isso a precaução. Mas desta vez, não passou de tentativa. Foi frustrada, mas engrossa as estatísticas de criminalidade em Vera Cruz. Ao entrar na agência, por volta das 14h23min, foi abordada por um assaltante, encapuzado. “Passa o malote que é um assalto”, lembrou  ela, repetindo as palavras do criminoso. À Redação do Nosso Jornal ela disse: “senti medo, na hora não passa nada na cabeça. Só segurei o malote e pensei que não iam levar de novo”, reflete, referindo-se ao assalto anterior.
Segundo o comandante do pelotão da Brigada Militar de Vera Cruz, sargento Alvise Diogo Soares Félix, o assaltante teria chegado no local a pé. “Ele começou a puxar o malote, mas não larguei”, disse a empresária, que chegou a cair no chão e ter escoriações no dedo, mas sem gravidade. Ao perceber a ação do criminoso, o vigia da agência efetuou disparos e evitou que o roubo se concretizasse. O gerente da agência complementou que ao ouvirem os disparos, todos que estavam ali se jogaram no chão, como reação imediata. A agência estava lotada naquele horário, em plena segunda-feira. O bandido fugiu, disparou já da calçada e as marcas puderam ser vistas na fachada do prédio, mas ninguém ficou ferido. “Precisamos de reforço policial nos horários de banco”, refletiu a empresária, sobre a insegurança que ronda a população.
INFORMAÇÃO PRIVILEGIADA
Logo após o ocorrido, a guarnição da Brigada Militar efetuou buscas, mas não obteve êxito até o fim da tarde de ontem. O indivíduo conseguiu fugir em direção à rua Martim Francisco e teria entrado em um carro de cor vermelha. Porém, não há mais detalhes e informações sobre o veículo.
O comandante da BM local explica que neste mês foram dois roubos consumados e essa tentativa, da tarde de ontem. Para Félix, dois desses episódios devem ter relação, pois os bandidos agem com informações sobre as vítimas. “Não é o Modus Operandi dos (criminosos) que conhecemos”, disse ele. “O carro que largou o criminoso fez a volta logo abaixo quando ela chegou ao Sicredi... com certeza estava cuidando”, destacou o comandante, falando em informação privilegiada. Para ele, ficou claro que pelo menos em dois casos, os roubos estão alicerçados em informações com relação às vítimas. 

Marca do tiro chamou a atenção na fachada da agência (Foto Arauto)






JORNAL ARAUTO
(51) 3718-3400
Rua Jacob Blész, 38 - Vera Cruz - RS
Caixa Postal 58 - CEP: 96880-000
Copyright © 2010 - www.jornalarauto.com.br






by Sizing - Soluções para Internet