Vera Cruz - RS, domingo, 21 de abril de 2019
Publicado 18/01/2019 » Geral
Na Corrida de Aventura não tem limite, sobra superação
Fonte: Jornal Arauto

A praia de Torres, no litoral gaúcho, é o local escolhido por muitos veranistas que querem aproveitar o período de férias para tomar sol, banho de mar e contemplar belas paisagens. Para esse quarteto de vera-cruzenses, no último sábado, dia 12, o município foi o destino da Corrida de Aventura, um esporte multidisciplinar que geralmente engloba orientação com mapa, trekking, mountain bike, remo e técnicas verticais. A prova em Torres foi específica para iniciantes e cabia a um atleta com experiência em corridas montar sua equipe de novatos, que nunca tinham tido contato com o esporte, justamente para promover e incentivar novas pessoas a competirem. Foi Douglas Kroetz, que pratica as corridas desde 2013, que montou a equipe. Ele e os novatos no assunto Cássio Halmenschlager, Maurício Back e Liliane (Lika) Regert formaram a equipe É o tchan na selva (sim, o nome foi pura descontração!).

Foram 50 quilômetros de prova, considerada “curta” para iniciantes, com 8h30min de duração. Foram cinco quilômetros de trekking, mais 
quatro quilômetros de duck (enquanto dois da equipe remam, dois correm, trocando ao fechar dois quilômetros), seguido por 15 quilômetros de bicicleta, mais sete de trekking e outros 15 de bicicleta. Os vera-cruzenses começaram às 14 horas e terminaram a corrida às 22h30min.
Se não bastasse mesclar canoagem com pedalada e corrida, era preciso ficar atento à orientação no mapa para localizar os números distribuídos em diversos pontos da prova. Também tinham que atentar para a hidratação, sem esquecer de comer durante a prova para não baixar a pressão ou dar cãibras. 
Mas tem mais. Era chuva o dia todo e, consequentemente, muita lama. Ainda não acabou o desafio. Talvez o maior deles: subidas e mais subidas, que por vezes pareciam intermináveis, diverte-se Lika. “Eu gosto de me desafiar, de sentir o coração batendo na boca. Não tem cansaço, limite, que faça parar”, frisa ela, que agradece a parceria dos amigos a ajudando quando o corpo parecia não ter forças para seguir. Depois de cansados, lembra Cassinho, subir, subir e subir era a parte mais difícil e desgastante. “Mas foi bem massa”, avalia. 
Apesar do cansaço natural para quem enfrentou tudo aquilo pela primeira vez, todos adoraram a experiência. “É cansativo, mas no fim gratificante. Eu gosto de me testar e me superar! Como foi a primeira vez, eu não sabia o que seria mais difícil. Fizemos corrida, remo e bicicleta. Mas no fim tudo era novidade, foi cansativo mas ao mesmo tempo foi muito divertido e além de conhecer lugares novos, vimos paisagens muito bonitas em cima dos morros e tinha o mar ao fundo”, resume Maurício.

O INCENTIVADOR - Douglas Kroetz começou a se aventurar pelo esporte em 2013, por acaso, ao ver a largada de uma corrida em Santa Cruz. Curioso, foi em busca de informações. Depois foi incentivado pelo vera-cruzense Roberto Macedo, que pratica este esporte há muito tempo. A partir de então, Douglas participou de provas no Rio Grande do Sul e em Santa Catarina. “Agora, nos últimos anos, já corri por muitos lugares em todo Brasil, além do Uruguai e ano passado uma etapa do Mundial no Paraguai,  esta prova de cinco dias”, revela.
Quer saber o que motiva o atleta? São os desafios. “Não saber o que terei pela frente, sem contar os lugares bonitos que conheço, as amizades. E para estar bem preparado e poder curtir as provas sem tanto sofrimento, tive que melhorar minha qualidade de vida. Hoje cuido da alimentação, pratico exercícios regularmente, e isso tudo acaba me fazendo muito bem”, revela Douglas.

(Foto Divulgação)






JORNAL ARAUTO
(51) 3718-3400
Rua Jacob Blész, 38 - Vera Cruz - RS
Caixa Postal 58 - CEP: 96880-000
Copyright © 2010 - www.jornalarauto.com.br






by Sizing - Soluções para Internet