Vera Cruz - RS, domingo, 21 de abril de 2019
Publicado 18/01/2019 » Geral
Estado atrasa repasse de medicamentos
Fonte: Jornal Arauto

A saúde é uma das áreas mais fragilizadas e não tem sido fácil driblar as dificuldades. Sem o repasse do Estado então, a situação fica ainda mais complicada. Neste início de ano, a preocupação é com a falta de medicamentos e itens disponíveis na Farmácia do Estado para usuários do Sistema Único de Saúde (SUS). Com o atraso na entrega por parte do Governo do Estado, remédios, dietas e até protetor solar estão em falta em Vera Cruz, conforme revela a farmacêutica responsável pela Assistência Farmacêutica Municipal, Andréia da Siqueira. 

Entre os itens em falta e que vêm impactando no atendimento aos pacientes que retiram na unidade do município é a Setramina 50mg; as dietas utilizadas por pessoas que não podem se alimentar, somente por sonda; o protetor solar - considerado essencial para os produtores; e Azatioprina, utilizado para transplantados. A 13ª Coordenadoria Regional de Saúde (CRS) tem cadastrado em torno de mil remédios e itens. Os medicamentos mencionados anteriormente fazem parte deste cadastro.

Em Vera Cruz, alguns itens têm previsão de chegada (confira no box abaixo). De acordo com a 13ª CRS, a normalização da maioria dos itens em falta deve ocorrer até o fim do mês de janeiro. No entanto, não há data de item a item.  

A farmacêutica Andréia explica que sempre tem alguma coisa em falta. Porém, por históricos de anos anteriores, sempre faltou mais quantidade de itens no fim do ano.

NÚMERO DE PACIENTES
Atualmente, Vera Cruz conta com 1.158 pacientes  que têm assegurados os medicamentos mediante processos administrativos e 24.785 tratamentos (o que significa que um mesmo paciente pode ter mais de um tratamento/ medicamento) e 155 pacientes judiciais e 13.028 tratamentos (da mesma forma, um mesmo paciente pode ter mais de um tratamento/medicamento). Os dados são do sistema do Estado, com última atualização feita em setembro de 2018.

Já o número de produtores rurais que retiram o protetor solar é de 1.199. Já a soma de usuários de fraldas é de 108 pacientes. O dado é de terça-feira, dia 15.

O REMÉDIO ESTÁ EM FALTA, O QUE FAZER?
Está em falta o medicamento, o que fazer? “Não tem o que fazer. O município não tem condições de comprar”, explica Andréia. “O que fizemos é orientar os pacientes. Pegamos o documento da pessoa e no sistema efetuamos uma suspensão frustrada - que quer dizer que registramos que o paciente veio e não tinha o medicamento, pois tudo é feito por sistema”, sublinha. 

Feito isso, é repassado o telefone de contato da farmácia, e orienta-se o paciente a entrar em contato todas as quartas-feiras à tarde, depois que é recebido o pedido do Estado e assim se faz a conferência se o item chegou. “Quando temos previsões, repassamos”, frisa. 

Confira a matéria completa na edição impressa desta sexta-feira, do Nosso Jornal.
 

Previsão é de que alguns remédios cheguem até o fim deste mês e outros não há data (Foto: Jornal Arauto)






JORNAL ARAUTO
(51) 3718-3400
Rua Jacob Blész, 38 - Vera Cruz - RS
Caixa Postal 58 - CEP: 96880-000
Copyright © 2010 - www.jornalarauto.com.br






by Sizing - Soluções para Internet