Vera Cruz - RS, quarta-feira, 26 de junho de 2019
Publicado 17/05/2019 » Geral
Compra de remédios sem receitas é hábito
Fonte: Jornal Arauto

Quem é que nunca tomou um remédio para a dor de cabeça por conta própria ou por indicação da mãe ou da avó? Ou ainda, para curar a gripe ou o resfriado? E para os atletas de plantão que recorreram a relaxantes musculares após longos treinos? A automedicação, apesar de apresentar riscos à saúde, é um hábito comum nos lares. É o que comprova uma pesquisa feita pelo Datafolha, encomendada pelo Conselho  Federal  de Farmácia (CFF), que está subsidiando uma campanha nacional de conscientização sobre o uso racional de medicamentos. 

O QUE É CONSUMIDO
A pesquisa também identificou os medicamentos mais utilizados pelos brasileiros nos últimos seis meses. Analgésicos e antitérmicos lideram, com 50%, seguidos pelos antibióticos (42%) e pelos relaxantes musculares (24%). Em Santa Cruz e Vera Cruz, estão os anti-inflamatórios, analgésicos, garganta e dor de cabeça, antigripais, analgésicos e relaxantes musculares. Embora sejam medicamentos não tarjados, os farmacêuticos informaram que os clientes são devidamente orientados e em casos mais graves, aconselham a buscar orientações médicas. 

De acordo com a pesquisa, 77% da população se automedica e 57% dos brasileiros, ou seja, mais da metade da população, utilizou remédios nos últimos seis meses, se automedicando mesmo tendo uma prescrição médica, alterando a dose do medicamento por conta própria.

Com base no levantamento, a equipe do Nosso Jornal contatou 16 farmácias e drogarias de Santa Cruz do Sul e Vera Cruz para verificar se a população dessas cidades tem a prática de se automedicar. Apesar desta ser apenas uma “fatia” dos estabelecimentos de ambas as cidades, é possível ter uma noção sobre o comportamento das pessoas quando o assunto é se medicar. 

Em Santa Cruz, pela amostra, a média mensal de pessoas que compram algum tipo de medicamento sem receita, é de cerca de 40%, variando entre 30 a 50%, dependendo do estabelecimento. Menor do que em Vera Cruz, onde a média ficou em 58% e a variação é maior - entre 40 e 80%. Isso mostra que os santa-cruzenses parecem ter mais consciência sobre o risco de se automedicar.
Em Santa Cruz, algumas farmácias disseram ainda não saber precisar a média de clientes que compram remédios sem a prescrição médica, porém, revelam que o hábito é comum. Em outros estabelecimentos, os funcionários não estavam autorizados a passar tal informação. 

Confirma a matéria completa nas páginas 8 e 9 desta sexta-feira, do Nosso Jornal.

Pesquisa revela que 77% dos brasileiros se automedica (Foto Luciana Mandler)






JORNAL ARAUTO
(51) 3718-3400
Rua Jacob Blész, 38 - Vera Cruz - RS
Caixa Postal 58 - CEP: 96880-000
Copyright © 2010 - www.jornalarauto.com.br






by Sizing - Soluções para Internet