Vera Cruz - RS, sexta-feira, 6 de dezembro de 2019
Publicado sexta-feira, 6 de setembro de 2019 10:10 »
O civismo que vai além do 7 de setembro
Fonte: Jornal Arauto

Ao cantar o Hino Nacional e o Hino da Independência do Brasil, as crianças sabem que é preciso mostrar respeito, deixar os braços ao lado do corpo e acompanhar a letra. Essa postura, demonstrada pelos alunos da Escola José Bonifácio, de Vera Cruz, durante a hora cívica e que se repete em tantos outros educandários, é aprendida pelos pequenos geralmente na escola. É nas instituições de ensino que eles passam a compreender o espírito de pertencimento da pátria e estudam a história do país, trabalho que se intensifica principalmente na Semana da Pátria e culmina no dia 7 de setembro, quando é celebrada a Independência do Brasil. 

Para a professora Patrícia Schmitt Lersch, é importante trabalhar o civismo e o amor pelo país com os alunos. “Eles são os cidadãos do amanhã e fazemos questão que eles saibam que suas atitudes vão nos levar a um país melhor. E para isso, devem começar amando o lugar de onde vêm”, explica. Entre as atividades realizadas na escola, as crianças fizeram a releitura da bandeira do Brasil. Quando perguntadas sobre as cores estampadas no símbolo, a resposta saiu rapidamente: “verde, amarelo, azul e branco”. Também se viu durante  uma apresentação, os pedidos dos alunos por um país melhor, construído através do amor, da amizade, do cuidado com a natureza e da paz. É para que eles nunca esqueçam desses valores e não deixem de ter esperança por um Brasil melhor, que esses ensinamentos são reforçados todos os anos em setembro. 

Apesar de não serem mais crianças, lideranças da região continuam a acreditar nas boas práticas para que mudanças significativas aconteçam. Por isso, Nosso Jornal quis saber o que é civismo e o que é ser patriota através das atitudes do dia a dia.  

Iro Schünke - Presidente do SindiTabaco e diretor-presidente do Instituto Crescer Legal
Somos patriotas, ao obedecermos às leis já fazemos a nossa parte, mas é possível fazer mais, apoiando ações que dão oportunidade às futuras gerações para que tenham um melhor desenvolvimento e, com isso, tornarem-se cidadãos melhores.

Marilise Iser - Presidente do Compata e da Liga Feminina de Combate ao Câncer de Vera Cruz
Me sinto patriota quando realizo trabalhos voluntários, como a Liga. Com a entidade, consigo ajudar tantas pessoas doentes, dando apoio, carinho e fazendo com que elas se sintam melhor. Sinto que estou fazendo o bem para a minha Pátria ao atender essas pessoas e os animais também. 

Lucas Rubinger - Empresário e presidente da Associação Comercial e Industrial de Santa Cruz do Sul (ACI)
O 7 de setembro serve para nos lembrar que somos pessoas e que precisamos pensar no bem comum e amar o que fizemos enquando liderança e pessoas. Sermos exemplo de boas práticas para que possamos cobrar aqueles que não praticam o bem.

Nicole Weber - Advogada e vice-presidente do Conselho Municipal de Direitos das Mulheres de Santa Cruz do Sul
Ser patriota nos dias de hoje é bastante diverso da concepção ultrapassada apropriada pela ditadura - aquele patriotismo que beira ao fanatismo e ao nacionalismo. O patrtiota de hoje precisa ser pensante, questionador, humanizado, e de fato participar das mudanças que venham a conduzir o país para um patamar de vida melhor.

Christian Augusto dos Santos Cravo - Comandante do 7º Batalhão de Infantaria Blindado (BIB), de Santa Cruz do Sul
Penso que podemos ser melhores cidadãos buscando entender que nosso direito termina onde começa o dos outros, procurando preservar os patrimônios público e privado, buscando estudar a história do nosso país e da nossa cidade e cultuando nossos antepassados, além de respeitar cada pessoa como indivíduo e como formadora de opinião. 

Carmen Lúcia de Lima Helfer - Reitora da Universidade de Santa Cruz do Sul (Unisc)
Como cidadã, procuro tratar a todas as pessoas com respeito e educação, estar ciente dos acontecimentos que envolvem o nosso país, cumprir as minhas obrigações sociais, valorizar a pátria e compreender as diferenças em sociedade.

Confira a matéria completa, na edição desta sexta-feira e sábado do Jornal Arauto.



Comentários
Sem comentários publicados
Deixe seu comentário




+ Notícias relacionadas
 




JORNAL ARAUTO
(51) 3718-3400
Rua Jacob Blész, 38 - Vera Cruz - RS
Caixa Postal 58 - CEP: 96880-000
Copyright © 2010 - www.jornalarauto.com.br






by Sizing - Soluções para Internet