Vera Cruz - RS, quarta-feira, 16 de outubro de 2019
Publicado 27/09/2019 »
Nova sede é conquista nos 10 anos
Fonte: Jornal Arauto

A Escola Família Agrícola de Santa Cruz do Sul (Efasc) completou 10 anos em março e para comemorar uma década de atividades voltadas à formação de jovens no Ensino Médio Técnico em Agricultura, está de casa nova. Desde o início da atuação no município, a Efasc funcionou nas dependências do Seminário São João Batista, mas com o objetivo de intensificar as experimentações e de estar ainda mais conectada com o contexto do campo, inaugura nova sede nesta sexta-feira (27). O espaço está situado junto ao complexo da Granja Municipal, em Alto Linha Santa Cruz, e conta com auditório, mais duas salas funcionais em anexo, refeitório com cozinha, área de secretaria, além de alojamentos e duas salas de aula.

Hoje, a Efasc conta com 110 jovens - 30 meninas e 80 meninos - em formação, além de 15 profissionais que atuam na escola. A partir desta sexta, vão ter à disposição 17,4 hectares para realizar suas atividades pedagógicas produtivas, numa área construída de 1.270 metros quadrados. Segundo o monitor e coordenador institucional da escola, João Paulo Reis Costa, a expectativa é de que até o dia 15 de outubro, a escola esteja em pleno funcionamento no local. “Nós já temos praticamente tudo funcionando nesse espaço, mas há algumas adequações para se fazer. Contudo, os alojamentos, as salas de aula e o refeitório estão prontos”, revela.

Formação baseada no vínculo com o campo
A Escola Família Agrícola de Santa Cruz do Sul tem por objetivo contribuir para o fortalecimento da Agricultura Familiar, além de promover a Agroecologia e o Desenvolvimento Regional do Vale do Rio Pardo. Dessa forma, oferece formação política-pedagógica fundamentada na Pedagogia da Alternância, ou seja, os estudantes permanecem vinculados às suas propriedades, ficando ao longo de uma semana alojados no espaço escolar e outra no espaço familiar, acumulando esses dois ambientes de aprendizado. Segundo João, os alunos realizam a formação no Ensino Médio, de acordo com a Base Nacional Comum Curricular, mais o ensino técnico em Agricultura. “Depois de concluído o Ensino Médio, o jovem realiza um estágio curricular obrigatório, de pelo menos 400 horas profissionais, em uma entidade que possa ofertar esse tipo de estágio, para então produzir seu relatório e obter o certificado. Após, ele pode encaminhar o CREA, que é o registro profissional”, revela. 

Confira a matéria na íntegra, no Jornal Arauto desta sexta-feira e sábado.

Escola agrícola agora dispõe de 17,4 hectares para realizar as atividades com alunos (Foto: Jornal Arauto)
No prédio de três andares, ficam dormitórios, coordenação e salas de aula (Foto: Jornal Arauto)


Comentários
Sem comentários publicados
Deixe seu comentário




+ Notícias relacionadas
 




JORNAL ARAUTO
(51) 3718-3400
Rua Jacob Blész, 38 - Vera Cruz - RS
Caixa Postal 58 - CEP: 96880-000
Copyright © 2010 - www.jornalarauto.com.br






by Sizing - Soluções para Internet