Vera Cruz - RS, domingo, 15 de dezembro de 2019
Publicado 04/10/2019 »
No mercado de trabalho, egressos da FASE buscam recomeço
Fonte: Jornal Arauto

“Fiz coisas erradas, paguei pelo que fiz, mas nesse momento da minha vida, tô tendo a oportunidade de seguir outro caminho, que eu deveria ter seguido sempre. Em certo momento, optei por atitudes erradas, mas voltei a fazer o que acho certo e tô, agora, com um emprego de carteira assinada”. Esse é o relato de Daniela*, 17 anos, egressa da Fundação de Atendimento Socioeducativo do Rio Grande do Sul (FASE). Uma escolha errada fez com que ela cumprisse a medida socioeducativa, em Porto Alegre, mas a vontade de mudar e a dedicação nos estudos fizeram com que ela hoje esteja empregada. Assim como Daniela, tantos outros jovens que já passaram pela FASE ou estão terminando de cumprir a medida socioeducativa sonham em ter um trabalho, voltar para a cidade onde suas famílias moram e, principalmente, se reinserir socialmente. 

Entre as iniciativas que estimulam e ajudam na inserção e qualificação desses jovens está o Programa de Oportunidades e Direitos, o POD Socioeducativo, realizado em parceria com o Centro de Integração Empresa Escola do Rio Grande do Sul (CIEE-RS). Através dele, os egressos da FASE participam do programa Jovem Aprendiz, no qual realizam uma capacitação profissional, com aulas teóricas uma vez na semana e um encontro extra por mês, além de vivenciarem a prática, trabalhando em uma empresa que os contrata. “Eles já ingressam nos cursos, enquanto estão na FASE. Quando eles passam para a extinção da medida socioeducativa, para a semiliberdade ou liberdade assistida, oferecemos a oportunidade de continuarem os cursos e obterem o certificado”, explica a pedagoga do POD, Denise Santiago. 

Segundo Denise, Santa Cruz é o único município que recebeu egressos da FASE e os empregou através do POD Socioeducativo, no Vale do Rio Pardo. Hoje, entre os dois jovens que participam do programa na cidade está a Daniela., mas também o Eduardo*, 18 anos. Após ingressarem no curso de Técnico em Alimentos, no CIEE, eles receberam a oportunidade de trabalhar na Secretaria Municipal de Políticas Públicas: Daniela junto às nutricionistas da Prefeitura e Eduardo no Banco de Alimentos. 

Oportunidade para mudar de vida
Quando chegou na FASE, em 2016, a vida de Eduardo começou a mudar de rumo: ganhou documentos novos, voltou para a escola e recebeu sua primeira carteira de trabalho, além da oportunidade de se profissionalizar. Enquanto estava em Porto Alegre, preparava pizzas, tortas e bolos na cozinha industrial da FASE. Mas foi no Banco de Alimentos, em Santa Cruz, que o jovem, de 18 anos, teve seu primeiro emprego com carteira assinada. Trabalhou na Secretaria de Políticas Públicas de fevereiro a setembro de 2019. “Aprendi sobre o controle dos produtos e a cuidar a validade. Descarregávamos os alimentos doados e fiscalizávamos cada um, organizando o estoque depois”, revela. Nesse período, conquistou o carinho dos colegas de trabalho. “Ele era muito prestativo, calmo e tranquilo. Sempre estava disposto a ajudar”, frisa a coordenadora da Secretaria de Políticas Públicas, Guiomar Rossini Machado.

No primeiro emprego, chance de mostrar potencial
Daniela, 17 anos, ganhou o direito à semiliberdade no ano passado e, desde então, recebeu sua primeira carteira de trabalho. Iniciou o curso de Técnico em Alimentos, aplicando os conhecimentos na cozinha industrial da FASE, pela qual foi criando gosto. Até que, quando recebeu a extinção da medida socioeducativa decidiu dar continuidade, voltando para Santa Cruz, onde sua família mora. “Lembro que perguntava à Denise todo dia quando ia conseguir um emprego. Ela dizia que estava tentando, mas o problema ainda era o preconceito por eu vir da FASE”, conta. Entre as atividades favoritas na Secretaria de Políticas Públicas, Daniela conta que adora ir nos projetos, conversar com as crianças, auxiliar nos serviços e fazer o controle de estoque e de validade dos alimentos. 

*A identidade dos jovens egressos da FASE foi preservada. Os nomes usados na reportagem são fictícios.

Confira a reportagem completa no Jornal Arauto desta sexta-feira.

Na área de alimentos, egressos da FASE têm primeiro emprego (Foto: Jornal Arauto)


Comentários
Sem comentários publicados
Deixe seu comentário




+ Notícias relacionadas
 




JORNAL ARAUTO
(51) 3718-3400
Rua Jacob Blész, 38 - Vera Cruz - RS
Caixa Postal 58 - CEP: 96880-000
Copyright © 2010 - www.jornalarauto.com.br






by Sizing - Soluções para Internet