Vera Cruz - RS, domingo, 15 de dezembro de 2019
Publicado 26/11/2019 » Geral
Romaria reúne cerca de 35 mil fiéis
Fonte: Jornal Arauto

O domingo foi de fé e devoção para milhares de pessoas. A 43ª Romaria de Schoenstatt, ocorrida em Santa Cruz do Sul, levou fiéis a agradecer pela vida, como também uniu devotos que alcançaram graças. Esta foi a maior romaria dos últimos anos, reunindo cerca de 35 mil pessoas. Como é tradicional, Vera Cruz também teve caminhada rumo ao Santuário, unindo as procissões no trevo da BR-471. De acordo com as irmãs de Schoenstatt, além da participação em massa da comunidade, o que chamou a atenção foi o envolvimento da juventude. 

Enquanto já é tradicional que os idosos costumem ir mais cedo ao Santuário para sentarem no gramado e fazer suas orações até a hora da missa, os mais jovens têm mostrado cada vez mais participação. “São casais jovens que fizeram promessas e neste domingo aproveitaram para cumprir e agradecer, peregrinando junto à romaria”, revelou a irmã Ângela. “De forma geral, tenho sentido que muitos jovens têm vindo ao Santuário em outras ocasiões, o que é muito bom, pois é um sinal de que estão voltando a ter fé e crendo”, avalia.

PAGANDO PROMESSA
Sob uma sombrinha que protegia do sol e do vento, Tobias Gabriel Vieira, de sete meses, estava nos braços da mãe, Sandra Rodrigues, e ao lado da tia Juliana Prestes. Apesar de pequeno, o bebê participou da romaria junto da mãe, que agradeceu pela vida do menino. “Quando ele nasceu, os médicos disseram que ele tinha apenas um rim e este rim não funcionava direito”, recorda. “Os médicos não me davam esperança alguma”, conta.

Mas Sandra nunca perdeu a fé e a força de lutar pelo filho. “Rezei muito para a Mãe Peregrina e depois de 33 dias na UTI, nosso Tobias ganhou alta e estava bem”, emociona-se ao lembrar. “Esse é o milagre da vida, mas é preciso ter fé e acreditar”, diz. Feliz em ver o filho saudável,  como forma de agradecer e pagar promessa percorreu todo o trajeto com os pés descalços.

APENAS GRATIDÃO
A santa-cruzense Epifania Brixner participa há muitos anos da romaria e diz que foram poucas vezes que não acompanhou a caminhada. Mas diferente de muitos, ela, ao lado da amiga Lisete Frölich, apenas agradece. “Agradecer por tudo, mas principalmente pela dádiva da vida, pela saúde”, frisa Lisete. “É preciso renovar a fé, pois precisamos desta luz e desta força para que possamos levar aos nossos lares e nossas famílias. Isso nos faz bem”, completa Epifania.

MILAGRE DA VIDA
Acreditando no verdadeiro milagre da vida, Carmen Maria Spies, de 71 anos, participa há oito anos da Romaria de Schoenstatt. Em novembro, perdeu a bisneta Martina, de oito anos. Ela havia feito transplante de medula. Porém, após uma bactéria, não resistiu e faleceu. Poucos dias depois, chegou ao mundo o Augusto, irmão de Martina.”Estou feliz, pois para Deus tudo é possível. A Martina não está mais conosco, não está sofrendo e está bem e junto recebemos um presente: o Augusto. Vim agradecer por tudo”, reforça. 

FLORES PARA HOMENAGEAR
Após a romaria, os fiéis costumam acompanhar a missa, acender velas e presentear a mãe peregrina com flores, em sua maioria rosas. A Irmã Ângela diz ter chamado a atenção, em 2019, a quantidade de flores deixadas como forma de agradecimento.

Caminhada de Vera Cruz se uniu a de Santa Cruz no trevo da BR-471 (Foto: Luciana Mandler)






JORNAL ARAUTO
(51) 3718-3400
Rua Jacob Blész, 38 - Vera Cruz - RS
Caixa Postal 58 - CEP: 96880-000
Copyright © 2010 - www.jornalarauto.com.br






by Sizing - Soluções para Internet